Outras Categorias

Computadores rastreiam dados e cruzam informações para coibir fraudes


O controle de receitas e o cruzamento de informações acerca de milhões de contribuintes brasileiros ganham uma nova dinâmica com o Hal, espécie de

supercomputador que monitora on-line todas as contas bancárias e suas transações, usando a inteligência artificial como base. Esse cérebro eletrônico a serviço da Receita Federal e secretarias da Fazenda vem auxiliar outras duas máquinas já em operação, Harpia e T-Rex, possibilitando uma

“radiografia” muito precisa da movimentação financeira de pessoas físicas e jurídicas, a partir de informações buscadas em cartórios, Detrans, Capitania dos Portos, cartões de crédito e débito, aplicações financeiras, folha de pagamentos, FGTS, INSS, chegando

inclusive a compra de serviços básicos como água, luz e telefone.


 O investimento realizado nesse sistema brasileiro – que supera em eficiência os de países como França e Alemanha – foi de cerca de R$20 milhões. O principal objetivo é incrementar as ferramentas de controle a fraudes, caixa 2 e lavagem de dinheiro no pais. O equipamento já comprovou seu poder de ção: em teste rápido, ao cruzar informações de cartões de crédito e débito de clientes, confrontando com informações da rede de varejistas, promoveu autuações fiscais na maioria das empresas. De onde se conclui que o futuro efetivamente já chegou ao mundo das finanças brasileiras

Segunda, 20 de agosto de 2018.




VOLTAR